quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

[Re-Post] Os Momentos mais controversos do Coringa.

Volto a fazer esse post, para adicionar e corrigir alguns erros da antiga de sua antiga versão. Porém a premissa continua a mesma. Fazer um compilado de todos os momentos em que o coringa nos deixou de queixo caído.
Acho que todos conhecem alguma versão do Pateta do Genocídio, todos tem em mente um Coringa diferente,seja do mais bobinho da Era de Prata ou o aterrorizante Anarco-terrorista de Heath Ledger, O Coringa está na mente de qualquer um quando falamos em vilões. Mesmo com todo esse leque de variedades interpretativas, podemos dizer que todos possuem uma questão em comum; Todos eles nos geram fascínio...
Pois o Coringa nunca foi um personagem fácil, acho que isso não é novidade para ninguém. Porém dentre toda sua jornadade de + ou - 75 anos pelos quadrinhos, podemos destacar uns momentos mais notórios do Arlequim do Ódio. Esses momentos que citarei aqui serão pertinentes a HQ's, animações e filmes. Então puxe seu gás do riso e sua Sidekick psicótica e venha acompanhar Os momentos mais controversos do Coringa:

Um Dia Ruim. 

Os que não são fãs de Quadrinhos devem ter ficado meio confusos quando viram o lançamento de TDK, afinal qual seria a verdadeira origem do Coringa? Como ele conseguiu aquelas cicatrizes? Mas essa é uma premissa que engloba o personagem nos seus anos de Quadrinhos, quase sempre o Coringa foi um mistério inexplícavel. O primeiro relatado da origem do coringa se deu em  Dective comics 168 em 1951.  E desde então todos os relatos de sua origem seguiram mais ou menos a mesma linha, que era a história de um vilão de segunda conhecido como Capuz vermelho acaba perdendo uma briga com o batman e cai em um tonel de produtos Químicos que descolerem sua pele e faz ele ressurgir como algo inteiramente novo.

Resultado de imagem para the joker brian bollandOs fãs de HQ's que estam lendo isso e prestaram atenção no sub-título que corresponde a esses paragráfos já devem ter feito o Link com a Obra-prima de Alan Moore, A Piada Mortal, essa que por sua vez tornou a origem do Coringa muito mais trágica, fazendo com que o leitor se identifica-se e o transformando-o num vilão relutante que perde sua humanidade após um dia ruim. E qual seria esse dia Ruim? Vocês devem esta se perguntando, bom para resumir, em sua época de sanidade o Coringa era um cara que tentava sobreviver em Gotham e que falha prematuramente como comediante, é informado da morte de sua esposa grávida é incriminado pela máfia, e só então tem seu encontro com o Batman e cai no tonel de químicos desfigurantes. Tudo isso é mostrado em forma de "Flash-backs" na HQ, todos insinuando que o Coringa está lembrando de sua antiga vida pré-crime, porém o foco central do Palhaço do crime nessa HQ é que ele esperava transformar o Comissáiro Gordon em uma outra versão de sí dando a ele um dia Ruim parecido com o seu, para dessa formar provar que até o mesmo os melhores de nós estão apenas a distância de um Dia Ruim para se transformar em algo parecido com o Coringa.
Imagem relacionadaSabendo que a Piada Mortal tecnicamente não é canônica e O Coringa praticamente afirma que seus Flash-backs e devaneios não são tão verdadeiros quanto esperávamos e também diz que nem mesmo ele faz idéia de qual versão de seu passado é relamente a verdadeira, podemos ver que os quadrinhos, séries animadas e jogos apoiam, em sua grande maioria essa deprimente versão do coringa.

E o mais interessante nisso é que podemos conectar mais ainda o Batman com o Coringa, pois ambos tem isso em comum: Suas vidas são baseadas em eventos tramáticos e destruidores, que representam uma crise existencial que a maioria deve enfrentar cedo ou tarde: Como reagir quando a vida destrói seu sendo de sentido?
Batman/Bruce reage à morte de seus pais impondo sentido ao mundo - Bom... sentido ao mundo dos Quadrinhos, já que ele sai por ai se vestindo em uma fantasia de morcego e espancando crimonosos, o que parece bastante razoável para os padrões de Quadrinhos.
Imagem relacionadaMas o dia ruim do Coringa o levou a abraçar a falta de sentido e a violência com igual paixão, afinal, se o niilismo moral está correto, entõa nada é certo ou errado.

De cara Nova. Apesar de não ser um grande fã da Fase Novos 52 da DC, devo adimitir que fiquei bastante curioso com a nova idoelogia que estavam dando ao Coringa nas histórias do Batman, pois logo no começo dos Novos 52 o Ás do Crime teve seu rosto  removido por outro vilão conhecido como o Artesão de Bonecas. Após tal evento, O palhaço ficou fora de cena por mais de um ano. Porém ele volta atrás de vingança e de seu rosto é claro...

Vestido com um velho uniforme de mecânico, portando uma pochete com diversos instrumentos de oficina (Só deus sabe por que), um olho de cada cor e é claro aquele pedaço de pele podre sustentado por pedaços de arames e uma fita de couro. Esse era o novo visual do Coringa nos Quadrinhos, no minimo desconfortante.

Resultado de imagem para Joker New 52O Coringa retorna em um clima de O Silêncio dos Inocentes na saga Morte em Família. Ele invadiu a delegacia e assassinou todos que estavam lá, depois roubou de volta seu rosto e deixou claro ao Batman o quanto estava com saudades. Então, ele sequestra Alfred e seus parceiros – justificando que a sua grande família estava amolecendo o Morcego ao longo dos anos – e escrevendo uma macabra carta de amor com o sangue e as lágrimas da sua família.

Batman salva o dia mais uma vez, mas não sem ter uma boa amostra da perversão de seu nêmese

Com certeza essa versão do Coringa é extremamente depravada e sem estribeiras, sem falar nos Cosplays amedrontadores que ela gera pelo mundo a fora. Um mais assustador do que o outro.


Quebrando o Superman. Obviamente isso foi uma figura de linguagem, mas não tira o crédito do quê o Arlequim do Ódio proporcionou na vida do último Filho de Krypton.

Todos Sabemos que Batman e Superman já se juntaram infinitas vezes,  mas vamos virar nossa atenção para o palhaço do crime, que acaba com o Superman sem nem sequer encostar em um fio de seu arrumado topeitnho.
Em comparação com o seu rival noturno, Superman é uma espécie de alvo fácil para o Coringa. Ele é menos corruptível, mas a pureza em seu espírito também significa que ele é mais maleável e ingênuo . E o palhaço tira vantagem disso como ninguém jamais fez. Quando ele aparentemente envenena Lois Lane com uma toxina letal que parecia estar matando-a graduativamente . Ele é confrontado por Superman, e quando isso acontece O Coringa começa o seu jogo mental com o último filho de Krypton:

Devido à forma como o veneno está configurado, Superman pode salvar Lois, mas isso significaria ter que matar o Coringa. É uma decisão impossível para um homem que faz de tudo em seu poder para ser uma força para o bem.

O clássico cenário de perde ou perde Garante Que Superman tem que:
a) deixar sua amada morrer; ou
b) matar o palhaço à sangue frio, sujando sua alma e sua causa para sempre.
Felizmente, Batman está lá para empurrar Superman no caminho certo; isto é, o caminho Batman escolhe. Arruinado pela culpa, Superman decide deixar Lois Lane perecer em vez de matar o Coringa. Mas então algo engraçado acontece.

 Lois suspira e volta à vida. Aparentemente, a coisa toda foi um grande pegadinha orquestrada pelo Coringa. A toxina foi projetado para fazer parecer que Lois estava morrendo, e depois trazê-la de volta da beira do abismo. O Coringa queria que Superman o matasse para logo depois, Lois "renascer" assim manchando tudo oquê o homem de aço repressenta.

Um alívio que o homem de aço tenha feito a coisa certa... Bom pelo menos nessa realidade, pois que tal falarmos sobre uma das melhores Sagas escritas pela DC?
Vamos falar de Injustiça - Deuses entre nós, pois nesse quadrinho prólogo , o Coringa afirmar está cansado de sempre perder, e decide ganhar pelo "Modo fácil", deixando  Gotham, o palhaço se dirige à Metropolis por uns tempos. O Palhaço droga o Superman com uma dose potente do Gás do Medo do Espantalho, fazendo o kryptoniano enxergar o monstro-assassino Apocalypse atacando sua amada Lois Lane e seu filho ainda na barriga dela. Em uma tentativa de conter a fera, Superman agarra e voa com a criatura pra longe no espaço.

Resultado de imagem para Joker Injustice deathSó para descobrir que não se tratava de Apocalypse na verdade em seus braços estava Lois, morta por ter sido levada até o espaço pelo Superman. Mas isso é só metade da tragédia. O Coringa também havia equipado o coração de Lois com um dispositivo sincronizador ligado a um explosivo localizado em Metrópolis, dessa forma quando o coração de Lois parece a bomba nuclear era ativada, explodindo Metropolis após a morte da donzela, tudo em uma só cajadada. Ainda mais furioso, Superman assassina o Coringa num acesso de raiva, provocando o começo do arco de História de Injustice, onde Superman perde a fé na velha Justiça e no Jeito Americano e promove uma ditadura Global.

Embora morto o Coringa tenha conseguido matar Lois Lane, destruir Metropolis, abalar os fundamentos morais do Superman e por os seres mais poderosos do Universo uns contra os outros. E mais uma vez sua risada ecoa além da sua morte.

Imperador Coringa
De uma visão geral, o Coringa é apenas um homem. Claro, entendo que ele é um grande mestre do crime com uma mente brilhante, mas isso não faz com que ele tenha poderes especiais. Não que isso seja um ponto negativo, um vilão como o Coringa atua na linha do "Plausível".

Imaginar o que esse maníaco faria com dons sobrenaturais chega a gelar a espinha, Na realidade... Nem precisso imaginar, na saga o Imperador Coringa.

No enredo graças ao onipotente Mr.Mxyplyzyk o Palhaço do crime recebe poderes cósmicos e fenomenais dentro de uma lampadazinha.
Exato, o Príncipe Palhaço de Gotham se torna uma ser onipotente, oque poderia dar errado? O Mundo inteiro vira seu parque de diversões distorcido e doentio.

Imagem relacionada
Com este poder ilimitado, O Ás do crime não teve nenhum problema em matar seu arquiinimigo, e ele faz - mais e mais e outra vez. Batman sofre nas mãos de seu algoz repetidamente, ele morre somente para voltar à vida , apenas para ser sujeito a um novo e terrível horror todos os dias. É um destino trágico em linha reta.

Esse é um dos métodos de tortura domador retratados na história. Quando Superman encontra Batman, ele estava sendo arrastado para uma sepultura por palhaços zumbis, apenas para emergir do chão e ser puxado para baixo na sujeira mais uma vez.

Este tipo de inferno é mais do que qualquer homem poderia suportar, mesmo o Cavaleiro das Trevas. Então os heróis conseguem (sabe deus como), derrotar o Vilão. Depois de tudo foi dito e feito que Superman tinha que tomar memórias de Batman para si mesmo para salvar seu amigo. É uma coisa incrível para fazer por alguém.

Acertando o Batman e seus Aliados.
O Mais interesetante sobre o Coringa é que ele não está interesado em tirar o Batman de seu caminho, pois isso "acbaria com a graça". Porém mesmo nunca tendo matado o Cruzado de capa, o palhçao já trouxe inúmeros tormentos a vida do Homem-morcego.

As vezes o Coringa faz uma abordagem direta contra o Morcego, o que lhe garante alguns dentes quebrados e uma ida direto ao Arkham, porém não nos interessamos quando o Coringa decide Envenenar o reservatório de Gotham ou Roubar o Banco, os ataques mais interessantes que o Coringa faz ao morcego não trazem nenhum dano físico a ele, mas sim ao seus aliados. Seja por cíume ou simples diversão, o palhaço traz grande tormento para a família, desde de ameças até aleijamentos e mortes.

Dentre seus mais infames atos contra a Bat-família e seus aliados, podemos destacar alguns, como por exemplo o assassinato de Sarah Essen na saga "Terra de Ninguém".  Nessa aclamada saga, vemos Gotham após um evento cataclísmico que sacudiu a cidade e fez com que o mundo deixa-se a cidade isolada. Como você pode imaginar , este tipo de cenário de pior caso é basicamente o que faz com que o Coringa se masturbe no canto de sua cela no Arkham, por isso ele não perde tempo e sequestra um hospital infantil, e ameaçava matar todas as crianças nascidas após o cataclisma.

É então que entra em cena Sarah Essen, segunda esposa do Comissário Gordon , ela segue o rastro  e encontra o palhaço e se atreve a confrontá-lo sozinha. Mas o Coringa sabia que qualquer boa pessoa vai abaixar a arma se você jogar um bebê na direção dela .
Imagem relacionadaEla poderia ter deixado o bebê cair e atirar no vilão, terminando o seu reinado de terror e, presumivelmente, salvando milhares de vidas no futuro? Sim. Mas O Coringa sabia que se alguém jogar um maldito bebê em você, você o pega, e ele aproveitou a oportunidade para alojar uma bala bem nos miolos de Sarah ali mesmo, deixando o bando de bebês a chafurdar em seu sangue.

O Coringa é capturado e os bebês são salvos, e o Comissário Gordon tem um confronto intenso, com o homem que matou sua esposa (para não mencionar o mesmo cara que aleijou sua filha, mas já chegamos lá). Ninguém poderia culpar caso o comissário matasse o calhorda ali mesmo. Se ele decidisse fazer isso a qualquer momento, ele estaria fazendo um favor ao mundo. Mas Gordon toma a sua honra, e se contenta apenas dando um tiro no joelho do psicopata.

Se Gordon tivesse matado o Coringa desarmado, ele teria sacrificado todos os seus princípios e afundado ao nível dessa escória. O Palhaço ganha. Mas se Gordon não o matar, Coringa é essencialmente punido com uma estadia prolongada, mas certamente temporária na Casa de Arkham, e quase certamente irá continuar a matar mais inocentes. O Palhaço ganha novamente.

Mas essa não foi a primeira vez que o Arlequim do Ódio "brincou" com a sanidade de Gordon, na já citada A Piada Mortal, vemos até onde o Coringa vai para provar um ponto. Lá em cima eu  disse que o palhaço tentou tirar a Sanidade do Gordon dando a ele um dia ruim, chegou a hora de falar sobre esse dia,

Aquele que é considerado por muitos como um dos mais impiedosos atos do Coringa que nos lembrou o perigo que é ser uma boa pessoa em Gotham e ainda é mais pior se você for considerado um aliado do Homem-Morcego.

Resultado de imagem para The Killing Joke BarbaraImagem relacionadaDessa vez, o Coringa vai atrás de James Gordon e de sua família, planejando enlouquecer o Comissário. Em sua trilha sangrenta sua primeira parada é na casa de Gordon. Quando a campainha da casa da família Gordon toca a pobre Bárbara abre sorridente a porta e se depara com o palhaço trajado de turista, portando uma camera e uma arma que dispara e acerta a jovem. Levou um tiro certeiro do palhaço, tão certeiro que a bala sua atravessa sua coluna e põe um fim a sua carreira como Batgirl.

Resultado de imagem para The Killing Joke BarbaraE se enganam aqueles que pensam que a tortura de Gordon é finalizada por aí. O Comissário é sequestrado e dopado, e acorda no meio de um bizarro Parque de diversões Freak Show, onde é despido e obrigado a andar em um macabro e maligno "trem fantasma" enquanto o Coringa tenta quebrar sua mente por meio de Monólogos e bizarros jogos mentais.

Porém a cereja desse bolo de loucura que o Coringa compôs se dá no final do passeio, quando o Coringa revela fotos nuas de Barbara e onde inplicitamente se nota um ato de estupro da jovem, o que é o bastante para levar o velho Jim aos berros, porém o comissário prova novamente que tem um senso de justiça inabalável e o palhaço tem seu confronto com o Homem morcego.

Mas não pense que o Coringa foca seus planos macabros somente em Gordon e sua família. Não, infelizmente o palhaço atinge qualquer um que se aproxime do Caveleiro das Trevas. E obviamente não seria diferente para o principal parceiro do combate ao crime do Batman, estou me referindo obviamente ao Garoto Prodígio o Robin...

Para aqueles que não sabem, mais de uma pessoa usou o manto do Robin. Todas elas já tiveram a sua vida afetada pelo Coringa em alguma mídia. Mas resolvi escolher somente os três Robins mais conhecidos, vamos do menos grave ao mais grave encontro com o Pateta do Genocídio.

Resultado de imagem para joker shoots robinAcho justo começar pelo primeiro Robin, Dick Grayson é considerado por muitos o melhor Robin, sua primeira aparição se deu no mesmo ano que o Coringa, e logo no primeiro encontro o palhaço já trouxe problema para o menino prodígio. Em Batman #1, pouco antes de seu desfecho na prissão, o Coringa captura o Robin, para fazer uma armaldilha par ao Homem Morcego. Mas prefiro citar outro evento que acabou acarretando em situações bem mais severas do que somente mais uma das milhares prissões do Coringa, me refiro à  um evento que ocorreu nas páginas de Batman (Vol.1) #408 (1987), nesta edição vemos mais uma vez a dupla dinâmica enfrentado o Arlequim do Ódio, porém dessa fez o garoto prodígio está mais velho, e cansado de receber ordens do Homem-morcego, por sua desobediência, Dick acaba sendo alvejado no ombro pelo Coringa. Obviamente um tiro no ombro é algo comum no dia-a-dia do combate contra o crime de Gotham, mas era óbivio também que Batman não enxergava assim, após uma discussão intenssa entre a dupla dinâmica Robin acaba parando de agir com o Batman e larga o manto de Robin. Se mudando de Gotham City, ele assume a identidade secreta do vigilante Asa-Noturna e segue sua carreira de combate ao crime sozinho,

Por muito tempo Batman vagou sozinho na cruzada contra o sub-mundo de Gotham City, até o momento em que ele se depara com um órfão tentando roubar as rodas do Batmóvel. O garoto se chamava Jason Todd, e após Batman adotá-lo não demorou muito tempo para que ele assumisse o manto de Robin, mais rebelde e desleixado, Jason Todd não era nem de longe tão carismático como seu antecessor. Isso acabou causando uma revolta nos leitores (alguns que não gostavam do novo Robin e outros que não gostavam do Batman agindo junto à um moleque de roupa berrante).
Todo esse ódio acabou acarretando na saga Morte em Família, onde o vilão principal é novamente o Coringa, onde Batman e Robin enfrentam o vilão em um cenário um tanto incomum. Jason Todd acaba descobrindo que sua mãe Biólogica é na verdade sua madrasta, e que sua mãe verdadeira está viva! Jason trajado de Robin, decide ir atrás dela e a encontra seria uma maravilha se ela não estivesse trabalhando com o Coringa.
Imagem relacionadaEsse encontro acaba ressultando numa traição maternal, e do brutal assassinato de um jovem. Entenda essa História se passava na Era de Prata dos Quadrinhos, um período onde muitas crianças acompanhavam as histórias. Esse assassinato impactou diversas gerações,
Eu também não gostava do Jason Todd, mas ve-lo sendo assassinado a sangue frio ainda me choca. Ele sofreu repetidos golpes com um pé de cabra até cair inconsciente próximo a um explosivo. Todo mundo esperava que o Homem-morcego chegasse antes do garoto Prodígio ser explodido, como em um dos episódios da Série de 66', mas não foi bem assim, o garoto sofreu com a explossão e faleceu.
O mais interessante sobre toda a trama é que foram os leitores que votaram o destino do garoto, através de uma votação discada.
Resultado de imagem para Joker Slayride
O Último Robin que iremos citar é o terceiro, Tim Drake. O mais diferente dos Robins, muito inteligente e não era órfão, Tim sempre mostrou ser alguém que pensava antes de agir e um exímio detetive, de forma que ele descobriu sozinho a identidade secreta de Batman (Bruce Wayne) e o Robin (Dick Grayson), obviamente após os eventos de Morte em Família, Batman demorou até aceitar um novo, porém acabou cedendo.
Mas nem toda a inteligência do mundo livararia Tim Drake de cair nas garras do Arlequim do ódio, antes de citar o momento que escolhi, vou fazer uma recomendação. Que envolve Coringa, Robin e Natal. Estou falando de Slayhide Detective Comics # 826. Robin, prestes a ser assassinado por alguns bandidos, é resgatado por alguém em um carro estranho no final de um beco. Enquanto Tim pensa que encontrou refúgio, logo vê que estava longe de ser um farol no meio da tempestade. após se recuperar de um desmaio, ele realiza que está junto amarrado no sentado banco do carona e ao lado dele no banco do motorista o Coringa. Não irei compartilhar os detalhes do passeio, espero que sigam o meu conselho e leiam, é uma HQ meio obscura, muita gente passa sem ler. Mas cada página vale a pena.

Resultado de imagem para Tim Drake JJPorém o momento que decidi falar sobre não se encontra em nenhuma HQ, mas sim em um longa-metragem animado. Me refiro é claro ao Retorno do Coringa, onde descobrimos o desfecho do Coringa no DCAU.
A Trama principal se passa na saga de Batman do Futuro, mas vemos uns Flashbacks em Batman A Série Animada. Onde descobrimos que o Coringa foi assassinado, mas já chegamos lá. Dessa vez o plano macabro do Coringa é constituir uma família, porém ele não quer passar pelos tormentos de uma gravidez com a Harley e qualquer pessoa sã de suas capacidades mentais não deixaria o Coringa adotar uma criança. Então o palhaço decide "pegar emprestado" Tim Drake, pois ele diz que Batman tem uma porção deles e ele não se importaria de lhe dar um.
Caindo numa armadilha, Tim Drake é submetido a todas as formas de tortura mentais e físicas, onde o Coringa de uma forma doentia acaba convertendo o garoto em uma versão distorcida e infantil dele mesmo ( durante a tortura, o garoto revela todos os segredos de Batman), isso ressulta na criação de J.J. o Filho do Coringa.
No climax do confronto, Coringa acaba deixando o Batman no chão, e joga a arma para o seu "filinho" terminar o serviço, porém em uma reviravolta o garoto acaba tendo um lampejo de sanidade  e atira no Palhaço e cai no chão dando uma risada chorada totalmente pertubadora.

Coringa - Brian Azarello
Resultado de imagem para joker brian azzarelloQuando a HQ simplesmente intitulada "Coringa" foi lançada, muitos achavam que se tratava de uma transferencia do Coringa interpretado por Heath Ledger em TDK para os quadrinhos. Mas esse quadrinho vai muito além disso.

As semalhanças no visual podem até passar a impressão que a história irá abordar o Coringa realista, anárquico e psicopata e que veremos a mesma veia insana e assustadora que foi nos pressenteada no filme, não podiamos estar mais enganados pois nessa HQ os atos do Ledger ficam parecendo brincadeira de criança.

Para ilustrar as ações diabólicas do palhaço nesse gibi decidi escolher uma das mais impactantes e que marca qualquer um que leia o quadrinho.

Resultado de imagem para MOnty jokerEla se encontra logo pelas primeiras páginas,  pois nesse gibi o palhaço tem alta no Arkham e acaba por fazer amizade com um bandido de quinta chamado Johnny Frost ( O qual é o narrador e o protagonista, enxergamos o Coringa e o mundo pelos olhos dele). Na sua estadia no Arkham, o Coringa acabou perdendo seu poder e seu Status como o grande Chefão de Gotham, a premissa do Quadrinho é o Coringa indo atrás de volta do poder e aniquilando qualquer um que fique nos eu caminho (e as vezes até os que não ficam).

O momento ao qual me referi como o mais memorável da história é quando Coringa e seus companheiros visitam um antigo sócio, "Monty", na velha boate strip decadente. E é a seguir que as coisas ficam tensas.

Coringa e Monty desparecem em uma das cortinas das cabines reservadas da Boate, aparentemente para "tratar de negócios", quando a Coringa volta a se abrir revela o antigo Sócio (Ou pelo menos o que sobrou dele) que foi esfolado vivo, e pouco antes de perecer no chão ainda serve de "escada" para uma das infâmes piadas do Príncipe Palhaço de Gotham. Que por meio dessa ação anuncia seu retorno a cidade.

"Eu Venci!"
Falar sobre O Retorno do Cavaleiro das Trevas é chover no molhado, porém sempre é bom relembrarmos dessa gloriossa HQ, e é claro que esse não seria um Post sobre o Coringa se eu não falasse de sua famigerada versão desse quadrinho.

Em poucas páginas já conseguimos ver o verdadeiro potencial destrutivo do Coringa, chega a ser assustador a contagem de corpos que o palhaço deixa em sua trilha neste Quadrinho. Mas como podem ver no Sub-título do Post, eu não irei tratar da aparição do Coringa nessa HQ como um todo. Apenas ressaltei a mesma para dar início a uma controvérsia do Coringa que surpreendentemente ocorre com certa regularidade. E como o Sub-título novamente indica, eu me refiro quando o palhaço consegue vencer (Sobre tudo o Homem Morcego).

Resultado de imagem para Joker Frank MillerTodos sabem que o Batman e o Coringa vivem e revivem esse conflito existencial há gerações e gerações. Um nunca matará o outro (a príncipio). O Cruzado de Capa não toma essa atitude por seus códigos de morais e o Coringa não "termina o serviço" simplemsnete por achar o Batman divertido demais... Porém o conflito vai mais a fundo, muitas mentes criativas trabalham com a idéia de que o Coringa faz oque faz por que em sua mente ele pensa estar em um jogo. Onde os principais jogadores são ele mesmo e o Batman. O objetivo do Coringa nesse jogo é fazer com que o Batman quebre seus códigos, ou seja, fazer com que o Batman mate, tornando assim o cruzado de capa uma versão distorcida do Coringa.

Como Já dito pelo próprio Batman, o que diferencia ele de seus vilões é que ele não cruza "A Linha", ele nunca ultra-passa seus limites, ele ve o valor da vida. Muitos discutem os "por quês", é indiscutível que o mundo seria um lugar melhor sem o Coringa, talvez Batman não mate pelos seus códigos, pode ser que sua ética o impeça de tomar a atitude final ou talvez a dificuldade não esteja em tirar a vida de um Psicopata Homicída, mas se quando ele fizer, quando ele se rebaixar a esse nível, talvez ele simplesmente não consiga voltar...

Mas o que acontece nas vezes em que o Palhaço finalmente consegue tirar o Batman do controle e fazer com que o mesmo se torne igual a ele? É, e isso não foi somente uma vez. Diversos autores trabalham com o conceito de dualidade do Batman e do Coringa. Enquanto um é o mocinho com cara de vilão (Morcego/demônio), o outro é o vilão com cara de mocinho (Palhaço/ Bufão).
As versões se alteram vem e vão mas essa dependecia dos dois sempre permanece. Mas e quando isso se quebra? Quando o Batman tem seu controle perdido e mata o calhorda. Seja por qual for o motivo, é até estranho pensar na imagem do Coringa sendo morto pelo Batman.
Nas diversas vezes que isso ocorre, o Coringa sempre parece ter o prazer de estar morrendo nas mãos de sua alma-gemea, sempre parece ser a primeira vez que está vivo, sempre parece gostar e aproveitar do momento, o provavel pensamento dele é : "Eu venci!".


Louco Amor
Resultado de imagem para joker and harley

Após o Marketing gritante de Esquadrão Suicida o Coringa acabou ganhando mais foco e fãs, e não são ele, sua namorada/assistente também. Porém infelizmente  com a grande gama de fãs atraída isso acabou ressultando no surgimento de inúmeros Posers, palavra que aqui se aplica para Falso fã. 
Essas pessoas que afirmam ter alto nível de conhecimento sobre o "Bat-verso", costumam sair por aí falando coisas como: "Adoraria ter um relacionamento como o do Coringa e da Arlequina" ou "Nossa! Eles são tão LINDOS juntos!". -_-'

O relacionamento do Coringa e da Arlequina é com certeza um dos piores relacionamentos de toda  ficção, vamos destacar alguns pontos e fatos que provam tal afirmação:
Resultado de imagem para joker and harley
  • Abuso Verbal e Físico: Qualquer fã que veja alguns episódios de Batman: A Série Animada conhece a humilhação que a palhacinha passa nas mãos de seu "pudinzinho", atos de pura violência contra a Arlequina servem de Entertrenimento para o Palhaço.
  • Era para Rir?: Quando começamos a ler os Quadrinhos que contém esses abusos, podemos ver as brigas do casal como algo divertido e até mesmo "Cartunizado", algo que parece ter saído de um episódio do Papa-Léguas. Porém tais ações vão se tornando cada vez mais e mais obscuras e pessadas, e o pior de tudo viram algo comum e banal, ao ponto de nem nos surpreendermos quando o Palhaço acerta um murro na cara de sua "amada".
  • "Casal perfeito!": Muitos "fãs" argumentam que a Arlequina e o Coringa possuem um bom relacionamento pois a palhaça ama se cônjuge do jeito que ele é. E que se fosse por opção da Arlequina ela largaria o Palhaço.
    É fato que por mais de uma vez, em breves momentos de lucidez a palhaça já deixou o Coringa. Porém o Palhaço sabe como manipula-la e no final ela sempre acaba voltando para ele. Ele a gosta de manter por perto, mas não por amor, seja por interesses profissionais ou simplesmente para alimentar seu Ego.
  • Sereias de Gotham: Essa série de HQ's retrata o Cotidiana das 3 maiores vilãs de Gotham City (Arlequina, Mulher Gato e Hera Venenosa). Tais Personagens convivem sobre o mesmo teto nessa Série, e cada uma cuida da outra... Pelo menos em parte, todas tem que conviver com suas diferenças e personalidades divergentes. Porém a que mais se adapta ao estilo de vida em "conjunto" é a Harley, sempre mostrando ser otimista, alegre e compreensiva. A palhacinha é um exemplo de amiga e pessoa... Isso até o Coringa ser colocado em cena.
    Quando a palhaça toma conhecimento que o seu amorzinho está "de volta a cidade", ela se torna uma pessoa agressiva, instável e totalmente impressível. Isso prova que o Coringa trás a tona lados ruins de sua amada.
    Ele é uma espécie de Droga que mostra o pior lado da Harley, que quando está no seu processo de "reabilitação" mostrar ser uma pessoa super Doce e Gentíl.

Distúrbio Mental
É interessante parar para analisar como a maioria dos vilões estão ligados ao background do personagem. Por exemplo, o Homem-aranha muitas vezes luta contra vilões que usam ,assim como ele, personas baseadas em animais (na maioria das vezes) e são muito ligados a tecnologia, outro exemplo pode ser a Mulher-Maravilha, seus inimigos muitas vezes são ligados a sua mitologia e/ou sua importância para o feminismo.
Resultado de imagem para Arkham AsylumMas e o Batman? O quê todos seus vilões tem incomum com ele? Bom, eu diria que assim como o Homem-morcego, toda a sua galeria de vilões sofrem de graves problemas mentais. E a teoria se confirma a partir do momento em que ao invés dos criminossos serem levados para uma prissão como a maioria no mundo das HQ's, eles são levados ao instituto psiquiátrico/Manicômio o infame Asilo Arkham.
Podemos indentificar vários traços de diferentes de distúrbios em cada vilão do Batman, O Charada por exemplo é um narcicista que sofre de Transtorno Obsessivo compulsivo; O Pinguim tem problemas de temperamento e apressenta traços de um Complexo de Napoleão. Poderia fazer um Post só esclarecendo e indicando o que cada personagem sofre. Mas já que o Post é sobre o Arlequim do ódio, vamos nos ater a ele; O engraçado sobre tal personagem é que sua psiquê variou bastante conforme os anos, e já demostrou ter a maioria dos distúrbios que seus "colegas" vilões possuem, tais quais narcicismo, multi-personalidade, psicopatia, esquizofrenia, entre outros.
A maioria dos autores gosta de trabalhar sobre o conceito de que o palhaço é um mestre do crime, super inteligente que acabou bolando esse plano para nunca ser preso. Alegando insanidade e sendo jogado sempre para o Asilo Arkham. Mas, pessoalmente, eu prefiro outro ponto de vista para a "loucura" do personagem, um ponto de vista que é trabalhado em uma importante estória para qualquer fã do Batman, Asilo Arkham - Uma Séria Casa em um Sério Mundo.
Imagem relacionadaNessa obra-prima de Grant Morrison, o autor trabalha com o conceito de que o Coringa sofre de uma rara condição conhecida como Super-sanidade, que se trata de um alto estado de sanidade que permite com que ele entenda a realidade de tal maneira que ninguém mais conseguiria entender e em alguns casos até faz com que ele realize que ele é um personagem dentro de uma História em Quadrinhos.
Além disso essa "doença", faz com que o Coringa se reinvente todos os dias a qualquer momento. Onde um dia ele pode estar sendo um "Piadista brincalhão" e outro dia um "Psicopata Estrategista". Tornando o palhaço ainda mais impresvisível.
Sem Medo?
Por sua persona amendrotadora é quaes impossível imaginar o palhaço sentido medo de alguma coisa, mas em algumas obras esse conceito já foi trabalhado. Em certo gibi, o palhaço tem um encontro com o Dr.Jonathan Crane, a.k.a O Espantalho. O mestre do medo usou sua famosa Toxina no Coringa, a qual não fez efeito algum. Onde o Palhaço simplesmente encenou estar com medo e quando teve a oportunidade acertou o outro vilão com uma cadeira.

domingo, 11 de dezembro de 2016

DCEU - Gotham Rogues

Jared Leto - O Coringa
Resultado de imagem para The Joker
Neil Patrick Harris - O Charada
Resultado de imagem para neil patrick harris
Steve Carell - O Pinguim
Resultado de imagem para Steve Carell
Denis O'hare - Duas Caras
Resultado de imagem para larry harvey ahs
Zachary Quinto - Espantalho
Resultado de imagem para zachary quinto dr. thredson
Emily Blunt- Mulher Gato
Resultado de imagem para Emily Blunt
Christoph Waltz - Senhor Frio
Resultado de imagem para christoph waltz
Margot Robbie - Arlequina
Resultado de imagem para Harley Quinn
Bryce Dallas Howard - Hera Venenosa
Resultado de imagem para bryce dallas howard
Hafthór Björnsson - Bane
Resultado de imagem para hafthór björnsson
Adewale Akinnuoye-Agbaje - Crocodilo
Resultado de imagem para Killer croc actor
Will Smith - Pistoleiro
Resultado de imagem para Deadshot
Joe Manganiello - Exterminador
Resultado de imagem para joe manganiello
Michael C Hall - Silêncio
Resultado de imagem para Michael C hall
Leonardo DiCaprio - Máscara Negra
Resultado de imagem para leonardo dicaprio
Bryan Cranston - Hugo Strange
Resultado de imagem para bryan cranston
Viggo Mortensen - Ra's Al Ghul
Resultado de imagem para viggo mortensen
Eva Green - Talia al Ghul
Resultado de imagem para Eva green
Doug Jones - Cara de Barro
Resultado de imagem para Doug Jones
Peter Dinklage - Chapeleiro Louco
Resultado de imagem para Peter Dinklage